As etapas de construção realizadas no Light Steel Frame e na alvenaria convencional são bem diferentes.

Construções em Steel frame costumam ser mais simplificadas, tanto pelo seu menor peso por metro quadrado, quanto pela praticidade durante sua instalação.

Para que você conheça melhor a diferença entre esses métodos de construção, faremos um comparativo entre eles.

Confira!

1.      Locação da obra

A locação da obra é feita para identificar onde serão feitas as fundações e erguidas as paredes, e deve ser feita com máxima precisão.

Alvenaria convencional

Para a locação da obra em alvenaria, o terreno deve ser preparado e limpo, e a montagem da locação é feita através do “gabarito” feitos com taboas, que servem para cercar todo perímetro da edificação. Após esse processo, é identificado a localidade de cada eixo, com a finalidade de encontrar os pontos para escavação de valetas e estacas.

Nesse tipo de fundação, a distribuição da carga é feita com cargas pontuais.

Se comparado ao gasto total da obra, cerca de 10% a 15% é representado pela locação, e caso o terreno for acidentado a porcentagem pode ser ainda maior.

Light Steel Frame

Para a locação de obras em Steel Frame, são também colocadas tábuas em todo perímetro da escavação. Posteriormente, as tubulações de esgoto, água, e eletricidade são posicionadas. Em seguida. as malhas (armaduras) são colocadas, e a locação já pode receber a concretagem.

A fundação aceita qualquer tipo de solo, pois a locação é monolítica e se apoia uniformemente sobre o solo. Com isso, se houver uma acomodação da terra, a estrutura “afunda” por igual.

Nesse tipo de fundação, a distribuição da carga é linear.

Se comparado ao gasto total da obra, cerca de 5% a 7% é representado pela locação, e caso o terreno seja acidentado, o custo é inferior se comparado ao sistema convencional

2.      fundação

Alvenaria Convencional

Normalmente, a escavação é feita até que se encontre “solo firme”, para que a sustentação da casa seja garantida. Com esta etapa concluída é feita a concretização, e pode se iniciar a construção.

A maioria das obras de alvenaria convencional não realiza a sondagem de solo, e a escavação pode ser superdimensionada, implicando em maiores custos.

Light Steel Frame

A etapa de fundação não existe nesse método.

Quando a estrutura da locação está pronta, é feita a concretagem, onde geralmente é um caminhão que fornece o concreto usinado, e seu desperdício é mínimo.

Antes da concretagem, é preciso se atentar as saídas de esgoto, entrada de energia ou outras instalações que chegam pelo piso.

3.      Estrutura de parede

Alvenaria convencional

Antes de levantar as paredes por inteiro, é feito as colunas. As colunas também são utilizadas nos vão de portas e janelas, compensando assim os pontos fracos. Sua má execução pode formar fissuras.

As paredes, portas e janelas possuem uma precisão em centímetros em comparação com o projeto.

A manutenção e reparos em construções em alvenaria são demorados e difíceis, pois exige a quebra de paredes. Isso gera um trabalho redobrado e não garante um acabamento final perfeito, gerando também desperdício de materiais e sujeira.

Light Steel Frame

Na estrutura da parede é utilizado perfis de aço galvanizado que são fixados no piso. Depois da elevação dessa estrutura, a parte interna e externa da casa são finalizadas de forma diferente.

Parte externa: primeiro são colocadas as placas OSB para fechamento, em seguida a membrana e posteriormente a placa cimentícia.

Parte interna: São colocadas as placas de drywall, deixando abertos os locas para passagem de instalações elétricas e hidráulicas.

As janelas, portas e paredes possuem uma precisão em milímetros em comparação com o projeto.

Sua execução é rápida e a manutenções é simples, pois exige apenas a retirada do revestimento interno para a localização do problema, conserto, e recolocação do mesmo revestimento. Dessa forma, ampliações e reformas são rápidas e limpas, e a maioria dos materiais podem ser reaproveitados.

Banner Rio Steel

4.      lajes

Alvenaria convencional

Posteriormente as paredes erguidas, a obra recebe a laje, composta de estrutura metálica e concreto, onde as tubulações elétricas ficam “chumbadas” dentro do concreto da laje.

Light Steel Frame

A laje de obras em Steel Frame é bem parecida com suas paredes.

Ela é formada por um conjunto de perfis metálicos e placas OSB. Na parte interna é aplicado o drywall, ficando pronto para acabamento. Pode ser aplicado ou não um revestimento cimentício na parte externa.

Tanto as paredes quanto a laje recebem lã de vidro para fins termo-acúticos.

5.      Cobertura

Alvenaria convencional

Depois da laje pronta, é iniciado a instalação de vigas de madeira, caibros, ripas e telhas.

As madeiras usadas possuem larguras já estipuladas, podendo acarretar em desperdícios, pois a obra provavelmente possui dimensões diferentes.

A alvenaria utiliza produtos que degradam o meio ambiente, como areia, tijolo, brita, entre outros.

Light Steel Frame

Para cobertura, o Steel Frame elimina o uso de madeiras, e assim como toda sua estrutura, é utilizado perfis metálicos. Pelo fato desse método de cobertura não haver desperdício, algumas construções de alvenaria convencional a utiliza.

 O Light Steel Frame é um sistema construtivo ecologicamente correto, pois a maioria dos materiais utilizados podem ser reciclados.

Agora que você conhece algumas diferenças no passo-a-passo dessas construções, qual o melhor método para o seu projeto?

Nós da Rio Steel somos especialistas em construção Light Steel Frame. Utilizamos tecnologias avançadas na construção, e garantimos muita qualidade e segurança.

Estamos preparados para participar de todas as etapas do desenvolvimento de uma construção, desde o seu planejamento até sua confecção.

Faça um orçamento!

Rio Steel
Author

Dedicada a inovar no setor da construção, a Rio Steel nasce com a proposta de prover soluções duradouras e sustentáveis através do uso das mais avançadas tecnologias construtivas.

Escreva um Comentário

Solicite um Orçamento


Precisa de ajuda? Fale conosco